E eis que, em principio (a ver vamos se isto não se torna num episódio digno de House) se descobre a razão da minha tosse e consequente cansaço. Sim, cansaço. 5 semanas a tossir cansa que se farta.

Batem leve, levemente
Como quem chama por mim.
Será chuva, será gente
gente não é certamente
e a chuva não bate assim.

Fui ver, era o Staphylococcus aureus versão Meticilina sensível que é como quem diz, um bicho chato de matar. Nada de muito grave mas chato.

Serão mais 15 dias a antibióticos (nada de penicilina porque aparentemente ou eu ou ele somos resistentes à dita) e depois logo se vê.

4 thoughts on “Staphylococcus aureus – Meticilina sensível

  1. brinco com eles em laboratório muitas vezes, do ponto de vista da segurança alimentar são microrganismos chatos, uma vez que estão presentes em tudo (ok, exagero, numa grande parte vá) o que é manipulador ou instrumento utilizado.

    aliás, muitas pessoas têm autênticas culturas de s. aureus a viver na pele (cara) e no tracto respiratório superior.

    no meio disto tudo tiveste sorte, porque são sensíveis à meticilina (são os “normais”). se fossem meticilina resistentes era uma estirpe fodida (faltam-me as palavras), muito mais resistente e dificil de tratar.

    estes não resistem muito tempo a antibióticos, é uma questão de ter paciência. as melhoras! :)

  2. Luis Pinto, a ver vamos como vai ser com a toma da Ciprofloxacina 500. Ao que parece, esta vai tratar do assunto.

    Tiago Farrajota, o médico da medicina do trabalho referiu-me exactamente o que escreves. Aparentemente eu tenho um montinho deles aqui para os lados do nariz… Estes são resistentes à penicilina… Como referi ao Luis Pinto, a ver vamos como me vou dar com a Ciprofloxacina 500. Obrigado.

  3. Ola gostaria de saber e quando o”ciprofloxacino 500″não resolve este caso o que devo fazer ou o que procurar,pois já usei mas não tive nenhum resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*