Já não é a primeira vez que aqui escrevo sobre a falta de tempo que me leva a diminuir o numero de entradas por aqui. Há alturas mais calmas, e alturas mais agitadas. Mais trabalho, mais projectos e mais Twitter.

Acalmem-se os evangelistas (à minha maneira também o sou). Não vou para aqui deitar culpas ao Twitter por chegar a passar uma semana sem escrever palavra. Não seria original (ao fim e ao cabo há já tanta gente a fazer tal acusação) e seria sem duvida, deselegante.

É certo que o Twitter ocupa hoje grande parte do meu tempo livre. As viagens de Metro a twittar, os almoços a twittar, as noites a twittar

Browserd: O Twitter e o Blog

Já não tenho tempo para ler nos transportes, registar ementas e tirar notas das refeições, ver séries obscuras de que ninguém ouviu falar… Uppss. Mas esses são os temas sobre os quais escrevo certo? Os livros, as comidas, os filmes e as séries… Deusas. A culpa é do Twitter!

Certo. Dramatismos à parte, a facilidade com que se twitta, 140 caracteres, a imediaticidade da resposta, múltipla resposta, a rapidez com que se propaga graças aos retwitts… Tudo isto leva a paixões assoberbadas (vejam o que twitta qualquer power user ao fim de dois dias sem twittar) mas vistas as coisas a frio, é tudo tão fino, tão efémero… Ainda que por lá se mantenham, nos confins dos searchs

Mas blogging e micro-blogging são duas coisas bem distintas. Uma semana no Twitter traz dezenas, centenas, de followers. Para um blog, demora um pouco mais de tempo. A credibilidade necessária para nos levar a ler um texto composto, a procurar uma opinião mais pensada, é mais difícil de conquistar. Por outro lado, a satisfação de ver quem nos visita no blog continuar a visitar ao fim de muitos e bons anos, é uma recompensa diferente.

Decisão: Se não tenho tempo para 500 palavras, escrevo 300, 100. 140 caracteres se for caso disso. Muito ou pouco é a parede da minha casa que estou a pintar, é a minha sala que estou a decorar, é do meu bosque particular, de portas abertas ao mundo, que eu estou a cuidar.

E o Twitter? Amigos, é o nosso ponto de encontro, o Starbucks da malta mais urbana, a tasca da malta de outros tempos. E temos piadas, e histórias, e links e directos. Temos livros e encontros, temos paixões e outras zangas… Temos musicas e letras, noites sem fim e madrugadas cheias de gente. Enquanto durar, temos Twitter.

One thought on “O tempo, o blog e o Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*