E podia ficar aqui a escrever sobre a pequena maravilha tecnológica que é o filme “Como treinares o teu dragão“, podia escrever que o 3D é soberbo, de uma fluidez fantástica, uma cor brilhante… Podia.

Também podia escrever que a Dreamworks é bem capaz de ter renascido com este filme. Podia.

Como treinares o teu dragão

Mas essas coisas não interessam para nada. O que verdadeiramente interessa é que, não só são quase duas horas de diversão como, e igualmente importante (principalmente para quem tem filhas de 5 anos), são quase duas horas de uma muito boa história.

“Ah e tal, o tema é batido, o amigo dos inimigos… Afinal os inimigos não são maus mas são sim,  verdadeiras vitimas do sistema opressor…” Uuppps… Tempo a mais na esplanada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Stop. Esqueçam lá isso. É mesmo uma boa história. Mesmo quando está a roçar o “eu já vi isto…”, vem uma cena no ar ou um diálogo daqueles e, é mesmo um filme espectacular.

Fica aqui o trailer para quem não sabe do que falo…

2 thoughts on “Como treinares o teu dragão – A ver. Sem falta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*