Ao que parece vamos ter um problema. Ao que parece, vai ser um problema grave… Pode até ser que não, que se resolva rápido, que se esclareça, que se assuma algum erro… Infelizmente, e até pela experiência, antevejo o pior mas esperemos para ver.

Há já muitos, muitos anos que sou Cliente da TMN. E há já muitos anos que sou Cliente da TMN com um plano de assinatura ou seja, pós-pago com uma mensalidade fixa mais valor de chamadas. Há já uma série de anos que sou Cliente da TMN com um destes planos mas, e este mas é muito importante, através da minha entidade patronal. Entre esta e a TMN foi estabelecido um acordo que permite ter um plano de comunicações vantajoso (diria até, muito vantajoso) quando comparado com um plano de Cliente normal.

Melhores telemóveis, sms mais baratos, chamadas gratuitas.

Este Plano de Colaborador (a que chamarei de agora em diante de VPN) é lá no trabalho mais famoso pela facilidade que dá em adquirir equipamentos a preços mais acessíveis, nomeadamente equipamentos topo de gama a preços de gama média mas, para além disso, o VPN garante também outros benefícios tais como, mensalidade mais baixa, maior numero de minutos de chamadas gratuitas e, chamadas grátis, sempre, entre telemóveis da mesma conta. Não será assim de admirar que, existindo dois números TMN em casa, eu tenha optado por um destes planos. Assim, as chamadas telefónicas entre mim e a Susana seriam sempre gratuitas.

Tendo em consideração que o plano VPN tinha sido actualizado há pouco tempo, com novos equipamentos e novos tarifários, mais vantajosos ainda, no passado dia 4 de Dezembro dirigi-me a uma loja da TMN para adquirir dois novos telemóveis (um para mim e um para a Susana) e para actualizar o meu VPN. Entre outras coisas, as nossas mensalidades passariam para metade do que eram e, as tais chamadas entre os dois números, continuariam de graça.

Tudo tratado e, como sempre, sem queixas (aliás, a ultima vez que me chateei com a TMN foi em 2005. Coisita de nada).

Chegaram as facturas TMN de Dezembro.

Estranhamente, a minha factura apresentava um valor a pagar superior ao que é costume mas, tendo em conta que tinham andado a “brincar” com o telemóvel novo pensei que fosse normal. Passou rapidamente a ilusão assim que abri a factura do telemóvel da Susana. Quase triplicou relativamente ao habitual. Garantidamente havia algo de podre no Reino da Dinamarca…

Grande diferença: Na factura da TMN do meu numero, o valor da mensalidade estava já correcto, metade do que no mês anterior mas na factura do numero da Susana mantinha-se o valor antigo. Mau… Já agora, e só por via das duvidas, o melhor é ver o resto dos dados…

Então as chamadas entre números da mesma conta não eram grátis ó TMN?

Pois. Linha puxa linha (e nas minhas facturas da TMN há sempre muitas linhas) e, sempre que eu telefonei para a Susana lá estava a conta no final: 0,025; 0,029; 0,037; 0,041 e por ai adiante… Assim como na factura do numero da Susana. A mesma coisa… Mau, isto é pior do que o que eu pensava, pensei…

Talvez com esta coisa da actualização do VPN a TMN se tenha enganado, e as chamadas desde então estão a ser cobradas erradamente… Mas um olhar mais atento (e sim, não é coisa que eu costume dar às facturas) logo me deixou estarrecido: As chamadas descriminadas nas facturas eram referentes ao período entre 02 e 30 de Novembro ou seja, ainda antes de ter actualizado o tal Plano VPN…

Sem mais demoras abro o site da TMN para tentar aceder ao meu histórico de facturação. Questões de navegação e usabilidade à parte, verifico que, nos meses anteriores (vi pelo menos até Junho de 2010 que a minha vida não é isto) a TMN também tinha cobrado as chamadas entre o meu numero e o numero da Susana… As tais que deviam ser gratuitas. Sempre.

Como é que diz que disse? Andará a TMN a cobrar-me indevidamente há assim tanto tempo?

Aparentemente sim. Diz-me a senhora Sandra Vaz, do Serviço de Apoio TMN Campanhas, que terá que me passar a uma outra colega, que eu tinha que activar qualquer coisa, mas que afinal talvez não, enfim, que me vai passar a outra colega. Diz-me depois a senhora Laura Simbim que o numero da Susana não estava a ter desconto. Que raio, isso já eu sabia. Ela não sabia porquê e ia apresentar uma reclamação (e eu a pensar que quem apresentava a reclamação era eu) sobre a questão do valor da assinatura e que sobre a mesma serei contactado no prazo máximo de 6 dias. Certo.Quanto à facturação teria que ligar para a Linha de Facturação TMN.

Liguei à Facturação da TMN e a senhora dona Zulmira Cabral, simpátiquíssima, vai, tal como a sua colega, apresentar uma reclamação mas sobre este tema serei contactado no prazo máximo de 3 dias… E sabem que mais? Nem preciso cancelar a ordem de pagamento da TMN no banco pois vou, «garantidamente, de certeza absoluta, com toda a certeza», ser compensado pelos débitos indevidos.

Confesso que sou tipo de não olhar muito para facturas, principalmente aquelas que são compostas de muitas páginas. Confesso também que não tenho muito tempo livre e tenho ainda menos paciência para andar a martelar assuntos até à exaustão mas, por favor, não estiquem a corda…

Os 3 dias da TMN já passaram. Hoje por volta das 10 da manhã.

Mandei uns bitaites no Twitter e, coisa nunca antes vista, eis que recebo resposta da @TMNcliente. Um pequeno descuido (de quem lhes gere a conta) depois e lá chegámos à conversação…

Infelizmente, a conversação não foi longa. Até os percebo, eles só agora conheceram a situação, mas ainda assim é de louvar que aparentemente, algo esteja a ser feito… Pelo menos no Twitter. Estaremos nós perante uma situação em que a coisa funcione melhor aqui (no virtual) do que ali (no físico)?

Espero que os senhores por trás do @TMNcliente não se chateiem muito comigo (não gosto de ver os meus amigos do Twitter chateados) mas, tendo em conta a seriedade da questão e as palavras da dona Zulmira Cabral (que ecoarão na minha cabeça, atormentando-me até à resolução do tema: «garantidamente, de certeza absoluta, com toda a certeza») não posso deixar de aqui expor a situação…

Ainda assim, vejam: Se isto se resolver de forma célere (Zulmira, Zulmira… Eram 3 dias Zulmira…), será mais um Cliente satisfeito… E esses, valem fortunas nos dias que correm…

One thought on “A questão TMN. A ver vamos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*