Realizou-se ontem no Hotel Sheraton em Lisboa mais um Seminário Macromedia com a apresentação do novo Studio 8. Se eu já era fã agora fiquei mais ainda. Numa altura em que cada vez mais me falam (no trabalho) em xml, xsl e outros que tais, eis senão quando fico a saber que o Dreamweaver 8 já pensa em tudo isso e do ponto de vista de quem não é o maior admirador das infindáveis linhas de código… Este programa traz tambem algo que eu já há muito desejava: Visualização dos layouts baseados em CSS’s. Isto é que vem mesmo a calhar. É desta que eu acabo com as poucas tabelas que ainda sobram nos meus desenhos… Outra novidade desta versão é o facto de que agora os ficheiros podem ser enviados para o servidor em background ou seja, podemos estar a trabalhar enquanto o DW8 faz o upload dos nossos ficheiros.

A apresentação de ontem focou também (como é obvio) o Flash 8 e as suas novidades mas sobre este não me alargo pois não gosto de falar do que não conheço. Relacionado com o Flash mas uma novidade foi tambem o Flash Paper ou “a nova arma secreta da Macromedia”. Imaginem qualquer documento que estão a produzir neste momento. File > Print > Print as Flash Paper e voilá! Um documento igual ao que voçês estão a produzir, pesquisavel e mantendo as formatações mas em Flash. Alem disso, o Flash Paper permite ainda salvar os documentos como pdf’s.

A apresentação em si foi o esperado apesar de termos um novo interlocutor da Macromedia. Jordi Marsfarne era espanhol e como todos os espanhois tem uma forma muito peculiar de se expressar em inglês e isso deixou algumas pessoas um pouco fora do contexto em expressões “menos usuais”. Ao contrário dos 2 que habitualmente vinham cá, Jordi teve um semblante mais sério e menos “á vontade” com o público. Pareceu-me no entanto que, se de uma reunião com clientes se tratasse, o produto era bem vendido.
Logo no inicio fiquei a saber (pela Minitel, organizadora do evento) que o Flash é agora parte (obrigatória) do programa da disciplina TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) que eu nem sabia existir. Também o Dreaweaver está presente mas como opcional. Isto esclareceu a minha admiração pela presença de tanta gente “nova” neste seminário. É habitual a presença de gente nova, gente menos nova mas que parece mais nova, gente muito mais velha e que teima em pensar que é nova querendo parecer mais nova mesmo aparentando a idade dos avós, enfim, de muita gente. Mas desta vez, havia gente nova. Muita gente nova.
Resumindo e concluindo, gostei. Critico no entanto a opção da Minitel / Macromedia de não terem distribuido CD’s de demonstração dos produtos (como fizeram na apresentação do Studio MX). A nivel profissional, e quando temos que convençer alguem, é mais facil levando na mão algo em vez de dizer “basta sacar da net…”.

5 thoughts on “Macromedia Studio 8

  1. Deixa-me só fazer um reparo (lá vem este gajo outra vez…): Flash faz parte do programa, mas não é obrigatório, é a segunda de três opções para a exploração da última unidade do programa de TIC do 10º ano – Criação de páginas web; as outras opções ficam-se pelo FrontPage(1ª) e DreamWeaver(3ª). Pode não fazer muito sentido, mas de facto nas escolas em que os profs optem pela segunda opção (Flash), abordarão apenas esta temática, de um modo (quase) desligado da integração em páginas web, e do desenho de páginas web. O desenho de páginas web é o tema geral das 1ª e 3ª opções, sendo o objectivo básico o domínio da ferramenta. :)

  2. Eu também sou super-fã do dreamweaver e do fireworks, agora flash…PUÁ. Fiquei encantada com as melhorias que esses dois levaram agora no 8. Um dia tenho que ir assistir a uma coisa dessas he he

  3. Ok. Tu sabes disto melhor do que eu certo? E aparentemente melhor do que o tal senhor da Minitel que fez a apresentação… Acho que eles deviam estudar melhor a lição.

    Muito obrigado pelo esclarecimento. Vai-me certamente poupar algumas figuras de parvo (tambem conheço alguns profs e pode ser tema de conversa um destes dias).

    E já agora, Ó gajo (derivado de Gaijin, abreviatura de gaikokujin – individuo de um outro pais que não o teu), vai aparecendo! És sempre bem vindo.

  4. Por acaso pensei que tivesses lá ido Isa. Foi falta de conhecimento? Se for caso disso para a próxima aviso ok?

    p.s. A definição de Gaijin está correcta???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*