Ok. Já é conhecida finalmente a capa da primeira edição da Playboy Portugal. A confiar na noticia há pouco publicada no site do Jornal de Noticias a modelo Mónica Sofia será a primeira “capa” do número um da Playboy portuguesa e a primeira playmate nacional será Rute Penedo.

Ainda sem folhear a revista e só pelas fotos que o JN publica, fica a opinião deste que vos escreve relativamente à capa: Ai que mal escolhido…

Por essa Internet a fora já se encontram muitas fotos de Mónica Sofia mais ou menos despida. Aparentemente e seguindo a tradição da já lendária revista Playboy, aqui a Mónica Sofia aparecerá nua mas mesmo assim… Pode ser que me engane mas amanhã (ou Sábado como dizem as más linguas) veremos…
Capa da primeira Playboy Portugal

Nota: Aparentemente o JN tirou a noticia do ar que é como quem diz, a página linkada no texto acima deixou de ter o conteúdo que tinha originalmente. Na mina opinião, ainda que houvesse razão para tal, a ser feito deveria ser dada alguma explicação. A credibilidade é um valor de grande monta quando falamos do mundo online mas ao que parece, nem toda a gente deu ainda conta de tal facto.

Assim sendo, para os interessados aqui fica uma imagem da noticia original publicada esta noite no site do JN.

19 thoughts on “A capa da primeira Playboy Portugal

  1. Ora bem Caia, tens toda a razão e já agora, mil vezes obrigado. Não tinha ideia de já termos Suicide Girls portuguesas… Vou dar uma olhada mais atentamente…

  2. Mário, sobre a presença do Markl não me parece de todo estranho. A Playboy tem também por tradição a publicação de textos de cariz mais jovial e até humorístico e ele é definitivamente um nome na praça nacional quando se trata de humor. Quanto à capa, vamos esperar pela #2.

  3. Putas e Vinho Verde…e Vinho do Porto e FCP. São as únicas coisas boas que se produzem neste “país” lisboeta de merda. As Putas a sul…e tudo o resto a Norte.

    Viva o Norte. Abaixo a arábia ibérica e a sua pindérica capital…excepto as suas Putas.

  4. Ó Negroni (continuo sem saber se preferes ser chamado de Hugo ou não). Como bem sabes, poderia apagar este comentário e reduzir-te à nulidade que aparentemente és mas sinceramente, não o faço pois assim, possivelmente, mais pessoas o farão e é sempre bom fazer uma boa acção por alguém lá diria a minha tia avó, se eu tivesse uma tia avó…
    Não te chegou a história do post de Nova Iorque? Pôrra que isso assim já é parvoíce… Não há mais nada para fazer ai em Viseu?

  5. Ó Rebelo, faz lá o gosto ao dedo salazarento, pá, não te acanhes. Escrevi o comentário anterior no impulso anti-lisboeta de um momento e estou-me marimbando para que o apagues. Não pretendi escrever nada de perene.

  6. Não quero. Agora faço birra. Não apago coisa nenhuma. Era agora só o que faltava. Uma pérola destas que tantos comentários engraçados (baseio-me na experiência anterior)pode trazer… A não ser que insistas muito… Tendo em consideração que hoje os empregadores já costumam procurar a participação dos candidatos a emprego (ou dos empregados) nos blogs, hás vezes dá jeito não ter o nome associado a certas… coisas.
    E continuo sem saber porque raio acho que o teu verdadeiro nome não é Luis Negroni (ver 7º link) mas sim Hugo. Ou Elói (ver 8º link)…
    É como queiras…

  7. Estou tramado! Vou perder o emprego e vou passar o resto da minha vida como sem-abrigo. Oh mundo cruel!!! Deste-me cabo da vida, Pedro. Até já estou a encarar o meu suicídio seriamente…LOLOLOLOLOL.

  8. Bem, fico-me por aqui Ok Hugo?
    Já tinha aqui uma resposta toda bem educada mas apaguei afinal, que raios, eu sou o dono aqui do sitio certo? Aparece quando quiseres mas mantém a boa educação, pelo menos ao nível do post que comentares ok? Caso contrário, pura e simplesmente escreves para o lixo que eu não estou mais para me dar ao trabalho de te responder.
    E já agora, se perderes o emprego, fala comigo que eu sempre preciso de alguém para moderar aqui os comentários e pago bem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*