Há já algum tempo que não vinha do Coliseu dos Recreios com tamanha sensação de satisfação e de dinheiro bem gasto.

quebra-nozes_ColiseuA apresentação de “O Quebra-Nozes” de Tchaikovsky pela Moscow Classical Ballet (actualmente a 3ª maior companhia de dança da Rússia) foi surpreendente em todos os sentidos. Prestações exemplares em trabalho de conjunto, irrepreensíveis solistas, cenários sumptuosos e um guarda-roupa de luxo, acompanharam a partitura de Tchaikovsky ajudando a justificar o porquê desta obra ser tida como uma referência no bailado clássico.

Estreado em Dezembro de 1892, no Teatro Imperial Mariinskii de São Petersburgo, com coreografia original de Lev Ivanov e libreto de Marius Petipa, “O Quebra-Nozes” foi baseado numa história infantil de Alexandre Dumas e tem como palco a cidade alemã de Nuremberg no período natalício. Conta a história da jovem Clara, que entre as prendas de Natal recebe um quebra-nozes de aparência humana do qual gosta tanto que adormece abraçada a ele. Acorda a meio da noite com uma grande agitação no quarto: os brinquedos ganharam vida e Clara é perseguida por um exército de ratos liderado pelo seu Rei. Clara é salva pelo corajoso Quebra-Nozes, no seu sonho, um verdadeiro príncipe.

Mais tarde, e já a salvo dos ratos, Clara e o Quebra-Nozes são convidados pela Fada do Açúcar para que no seu palácio assistam a um espectáculo onde se vão sucedendo maravilhosas danças de vários países diferentes…

No final, Clara acorda e sente-se triste por tudo não passar de um sonho mas, vê depois que afinal, o seu príncipe encantado existe e não está tão longe dela quanto isso.

Uma história natalícia, para graúdos mas a que os miúdos não ficam indiferentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*