O nível de abstracção de uma criança nem sempre é correctamente entendido. Por vezes pensamos que estão somente a dizer coisas sem sentido quando lá no fundo no fundo, o sentido dessas coisas  está muito além daquele que estamos dispostos a entender, pelo menos, à primeira.

A Patrícia já nos habituou com algumas “saídas” inesperadas o que nos vai treinando o espírito mas ainda assim, não deixa de nos surpreender de quando em vez.

Mesmo com uma simbologia tão clara como a que me estava a mostrar, não consegui decifrar à primeira o código do desenho que a Patrícia me ofereceu.

Proibido a Monstros Invisíveis

– Pai, então, ali está o meu nome certo? Pa-trí-ci-a. E depois, está tudo ali. O sinal de proibido não é? E o resto…
– O resto o quê filha?
– Então, não se vê porque é invisível…
– O quê?
– O monstro…
– O monstro?
– Sim. Este sinal quer dizer: Proibido a monstros invisíveis.

Estava lá. Claro. Eu é que não estava a ver. E agora já vejo…

2 thoughts on “Proibido a monstros invisíveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*