E eis senão quando, a ler a Revista Única do jornal Expresso já de há duas semanas atrás (a Revista Única já não é o que era. Perguntem ao meu colega Rui Marcelino…) me deparo com uma entrevista a Alain de Botton que muito em breve lançará em Portugal o seu mais recente livro “Uma Semana no Aeroporto – Diário de Heathrow“. Volto de imediato à capa  e percebo o que nela me tinha despertado a atenção: Alain de Botton, O escritor que adora aeroportos.

Revista The Atlantic Julho/Agosto de 2006

Lembrei-me de imediato da revista The Atlantic. Lembrei-me mais precisamente da edição de Julho/Agosto de 2006 e de como tinha gostado do artigo de Wayne Curtis, Greetings from Airworld apresentado na capa como Learning to love the airport. E foi a partir daqui que esta revista fundada em 1857, conquistou a minha confiança. Da política e economia às tendências culturais, 10 vezes por ano, a The Atlantic é garantia de uma leitura interessante.

One thought on “The Atlantic. E como me lembrei dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*