Quando era mais novo, muito mais novo, Scooby-Doo era um daqueles desenhos animados que não perdia. Quantas oportunidades havia para ter desenhos animados, histórias de detectives e terror ao mesmo tempo?

Não será de estranhar assim que a Patrícia tenha como um dos seus desenhos animados favoritos o Scooby-Doo, que começou a ver desde muito cedo, na sua versão clássica que passa no canal Boomerang.

Claro que anos passados, é por vezes difícil encontrar as tais histórias de detectives ou de terror no Scooby-Doo mas na altura, tal como para a Patrícia hoje…

Ainda assim, mesmo que muito tenha mudado (e vamos tentar esquecer os filmes de 2002  e 2004 assim como o telefilme de 2009) há coisas que ainda hoje estão iguais, pelo menos para mim: Os meus personagens favoritos.

Desculpem-me os mais aguerridos mas eu há muito que sou pessoa de gatos e, ainda que simpatize com o trapalhão Grand Danois, os meus personagens favoritos sempre foram o Shaggy e a Velma e como tal, muito me agradou descobrir o trabalho de Jeff Zoet onde, para além de todos os outros personagens, os dois da minha preferência estão particularmente bem representados.

Velma

O tema, bem, é do melhor que se pode arranjar para uma história do Scooby-Doo: Zombie Apocalypse. Os zombies estão lá, a Mistery Machine está lá, o céu ameaçador também. Agora é por a imaginação a trabalhar.

Shaggy

Velma and the Mistery Machine

O set completo pode ser visto na página do Facebook Jeff Zoet Visuals.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*