Por mais que eu quisesse ver acabada a novela Barclays, mesmo passando por cima das respostas que ficaram por dar, é-me muito difícil uma vez que o Barclays Bank não está a ajudar. Nada.

Ainda o cartão de crédito do Barclays

Como bem sabem foi-me garantido no passado dia 22 de Julho, por aquela que é agora a minha gestora de conta no Barclays de Alvalade, que a emissão de um novo cartão de crédito tinha sido solicitada nesse mesmo dia. Está prestes a fazer um mês desde essa data. Não só a referida gestora de conta me voltou a confirmar telefonicamente esse pedido de emissão como num outro balcão do Barclays Bank me confirmaram que tinha sido pedido e, a carta que recebi da Provedoria dizia o mesmo. Até agora, nada. Cartão, nem ver. E não é demora dos correios pois no homebanking continua sem haver registo de cartão algum…

Mas há mais Marias na terra…

No passado dia 1 deste mês, recebi a meio da tarde uma mensagem no telemóvel pedindo para que contactasse urgentemente o Call-Center do CitiBank por questões de segurança relacionadas com o meu cartão de crédito da referida instituição.

Tal como pedido contactei o numero indicado na mensagem e ao ser atendido começaram por me questionar um determinado numero de movimentos do meu cartão feitos em Londres no passado mês de Maio. Confirmei que estive em Londres nas datas referidas e que, tanto quanto me podia recordar, todos os movimentos que me apresentavam tinham sido feitos por mim.

De imediato me foi explicado que tinha sido detectado ter havido uma situação de clonagem de cartões de crédito em Londres precisamente em Maio e por essa razão estavam a contactar os clientes CitiBank cujos cartões indicassem transacções feitas no período e na cidade em questão de forma a poderem, se os clientes o permitissem, cancelar os cartões e proceder à emissão de novos. Por uma questão de segurança.

Dei o meu consentimento desde que me garantissem a emissão de um novo cartão num prazo razoável. Disseram-me que seria uma emissão normal e como tal não deveria demorar muito tempo. Isto foi no dia 1 de Agosto.

Ainda que descansado, quis ver na Internet

No dia 11 de Agosto, passada Segunda-feira, ao tentar aceder à página do CitiBank recebi uma mensagem informando que não era possível aceder e que deveria contactar o Call-Center. Telefonei de imediato e informaram-me que o acesso à página só será possível aquando na posse do novo cartão. Certo. Concordei. Aproveitei para questionar sobre o novo cartão mesmo sabendo que ainda só tinham passado 6 dias úteis. Informaram-me que, devido ao facto dos cartões CitiBank serem emitidos fora de Portugal, a recepção dos mesmos costuma demorar no máximo 15 dias. Razoável.

E qual não é o meu espanto quando, nesse mesmo dia, ao chegar a casa tenho no correio uma carta do CitiBank com o meu novo cartão de crédito. 6 dias úteis senhores. 6 dias. CitiBank. Sou cliente há menos de um ano. Serviço, educação, eficiência. 6 dias.

Há cartões de crédito e cartões de crédito… Há bancos e bancos… E depois há o Barclays.

5 thoughts on “Um cartão de crédito, dois cartões de crédito, três…

  1. Obrigado de novo pelo exaustivo relato dos incómodos e tormentas que tem defrontado.

    Registo com agrado ter apontado um exemplo positivo par contrastar com os menos positivos.

    Está então encontrada a solução? Começa em c e acaba em itibank? Ou o diversificar acaba por ser a melhor aposta?

  2. Olá Carlos.
    O Citibank não se trata de uma solução. Trata-se unicamente de uma outra entidade da qual sou titular de um cartão de crédito. Com o Citi, até mais ver, vou manter somente o cartão de crédito. O exemplo foi dado para mostrar a diferença de serviço prestado.

    Garantidamente o diversificar tem as suas vantagens. Que mais não fosse, o poder comparar os serviços.

  3. Caro Pedro Rebelo,

    Não li todos os comentários a esta saga, por isso não sei se é um conselho repetido: consulte um advogado e intente a respectiva acção judicial.
    Cumprimentos,
    Ricardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*