Ora bem, eis que ao final do dia sou contactado. Diz-me o Sr. Filipe Almeida que a situação a que se refere a minha reclamação da TMN é simples de esclarecer:

Ao que parece, na ultima vez que terei assinado um contracto com a TMN, em 2007, a campanha em vigor para os Colaboradores da instituição em que trabalho garantia as chamadas intra-conta (dois números de telemóvel TMN na mesma conta de Cliente) a um custo de 0,03€ por minuto.

Nas sucessivas campanhas da TMN posteriores a esta, esse tarifário foi sendo actualizado passando a a serem as chamadas intra-conta gratuitas. Infelizmente, a actualização do tarifário teria que ser solicitada por mim nunca sendo feita de forma automática.

Bem, terá falhado a TMN não me tendo alertado para o facto, para a existência de novas e mais vantajosas condições que eu teria que solicitar mas, isso é por demais compreensível. Ao fim e ao cabo, é de negócio que se trata. Além do mais, as tais campanhas de tarifários novos eram sempre publicitadas na Intranet da empresa. Nunca levantei a questão, problema meu.

Quanto à questão da mensalidade, e do facto de eu ver numa factura o valor de 7,687€ e na outra o valor de 15,374€, foi-me dito que esse valor se refere, não à mensalidade do plano tarifário (que não existia afinal, somente um consumo mínimo) mas sim, à mensalidade do plano de dados.

Havia no entanto um erro, pois na factura da Susana estaria a ser cobrado um valor adicional que quase duplicava o valor correcto. Confesso que sobre este ponto não percebi o tema na totalidade mas fiquei satisfeito quando me disseram que estava já corrigido e que o valor a cobrar seria o valor correcto e não o que consta da factura.

Ainda sobre este tema, foi-me esclarecido que, o novo plano tarifário (ou actualização para ser mais exacto) que subscrevi a 4 de Dezembro, só entraria em vigor a partir de 01 de Janeiro próximo ou seja, só o iria notar na facturação em Fevereiro quando recebesse a factura relativa ao mês anterior. Não me pareceu a melhor das coisas mas, mais uma vez, entendi.

Muito satisfeito fiquei, quando alguns minutos depois sou contactado novamente, pelo mesmo senhor Filipe Almeida para me informar que, devido à antiguidade do meu plano original, terá a TMN entendido que a alteração tarifária entraria em vigor ainda hoje ou o mais tardar amanhã, altura a partir da qual as minhas chamadas intra-conta passariam então, efectivamente, a ser gratuitas assim como passaria a usufruir dos restantes benefícios do novo tarifário. Receberei um sms a informar-me de que a situação está regularizada.

Certo. É de ficar agradado com a TMN.

De referir que, no dia em que a atenção das empresas ao que delas se diz na Internet está na berra, com a situação da Maria João Nogueira vs Ensitel, esta minha reclamação da TMN recebeu a atenção da conta @TMNcliente no Twitter, que de imediato me contactou, assim como a de vários colaboradores da TMN que, por me seguirem nas redes sociais, detectaram e referiram internamente a situação. Se teve influência ou não na resolução do caso, não sei. Mas que me deixou contente a ideia de que algo funciona, deixou.

Assim sendo, tal como me queixei, aqui deixo aquela que é até até ao momento, a história na totalidade. A ver vamos agora, se mais uma vez, se cumprem os prazos.

Obrigado e Até já.

4 thoughts on “A TMN em grande… Ou um Até já.

  1. Muito bem: crédito onde o crédito é devido. A TMN agiu perfeitamente nesta situação e certamente ganhou-te a ti como cliente satisfeito e deixou um “olha, afinal são bem porreiros” nas mentes de quem te lê.

    Se ao menos a Ensitel soube-se comportar-se assim…

  2. Pois, essa cena de mudarem os planos sem actualizar os clientes actuais parece-me sempre uma burla. Acontece o mesmo nas netcabos e zons. Se entramos a pagar X, e com a evolução dos preços há o mesmo plano mas mais barato, ninguém diz nada nem somos notificados. Temos de ser nós a ligar para pedir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*