Podia escrever aqui uma daquelas introduções enormes, cheia de floreados e palavras caras mas para que se esclareça desde já o tema aqui fica: Telsão Electrodomésticos não é loja onde comprar electrodomésticos. Independentemente do preço.

O melhor preço não é tudo. O serviço prestado também conta.

Perante a necessidade de comprar um novo frigorifico começamos por pesquisar na Internet marcas e modelos bem cotados no mercado. Depois de muitas leituras e opiniões de amigos e conhecidos, a escolha estava entre duas marcas que eram reconhecidas pela excelência da qualidade ainda que não fossem as mais baratas do mercado: Bosch e Siemens (ambas construídas pelo mesmo fabricante e, nos modelos em questão, muito semelhantes, mudando apenas o logotipo da marca e a cor de alguns plásticos interiores).

Já que estávamos a fazer pesquisas online, continuámos nesse caminho e resolvemos também pesquisar sobre quais as lojas onde poderíamos obter o melhor preço. Ficámos impressionados com a presença e valores que a loja Telsão Electrodomésticos apresentava. Em tudo quanto era site de comparação de preços, os modelos que procurávamos apareciam com melhor valor nesta loja.

Nós, tal como a generalidade das pessoas, se pudermos gastar menos não iremos gastar mais e como tal pareceu-nos uma boa opção visitar a loja em questão.

Tendo em consideração o site da Telsão Electrodomésticos estranhámos encontrar uma loja tão pequena, basicamente um pequeno escritório onde se amontoam alguns electrodomésticos em caixotes. Moderno – pensámos nós – uma operação tipo Amazon. O Cliente encomenda, eles adquirem e entregam. Sem stock, sem problemas. Pois. Pensávamos nós…

Bosch, Siemens, Balay… É tudo o mesmo…

Fomos alegremente atendidos e explicado o que ali nos levava a senhora por trás do pequeno balcão logo se prontificou a nos arranjar o melhor preço. Mas não se ficou por ai. Sabido que era que procurávamos um frigorifico Bosch ou Siemens, a senhora sugere-nos de imediato a marca Balay. “É tudo o mesmo. O fabricante é o mesmo, o distribuidor e o suporte também… Aliás, são iguais mas a Balay é a terceira gama. Bosch, Siemens, Balay. Leva o mesmo equipamento para casa mas paga muito menos.”. Um argumento de peso principalmente tendo em conta que falávamos de diferenças na ordem das centenas de euros como já tínhamos visto noutras lojas.

Enquanto a senhora da Telsão Electrodomésticos pesquisava online (curiosamente num comparador de preços – e isso devia logo ter-nos alertado), aproveitei também para uma rápida pesquisa no sentido de confirmar a informação. Aparentemente sim e, até pelas imagens dos vários frigoríficos que encontrámos online, facilmente verificar que eram os três muito semelhantes. Uma vez mais, as diferenças eram essencialmente os logotipos das marcas e alguns plásticos interiores. Faça-se o negócio.

O compromisso fica assumido. “A entrega do equipamento é feita no prazo máximo de 5 a 8 dias úteis mas nós telefonamos a meio desta semana – era Sábado – para confirmar a data.”. Que seja.

Nesta altura lembrámos-nos de um dado importante: devido à localização do frigorifico na nossa cozinha, a porta do mesmo terá que abrir da direita para a esquerda ou seja, ao contrário do que normalmente se encontra nos frigoríficos. A senhora da Telsão Electrodomésticos diz-nos que não será razão de problema. Quando forem entregar o equipamento poderão de imediato fazer a modificação da porta mas isso irá implicar um acréscimo de 80 euros (só pela alteração pois a entrega é gratuita). Bem, 80 euros pareceu-nos um pouco exagerado mas, se tem que ser tem que ser. Pagámos o frigorifico na totalidade e saímos aguardando o telefonema.

Telsão não cumpre o prometido

Passou o meio da semana e o fim da semana também. Da Telsão Electrodomésticos não havia novidade. Na semana seguinte ligámos para lá na segunda-feira. As desculpas do costume, que já tinham enviado um e-mail, que não tinham resposta, que nos ligavam ainda nesse dia. Informámos na altura que, se não nos entregassem o frigorifico até quarta-feira, queríamos a devolução do dinheiro. O dia chegou ao fim e ninguém nos ligou.

Na terça-feira voltámos a ligar. E o e-mail, e os atrasos e que coisas e cenas. Voltámos a lembrar que, caso não nos entregassem o frigorifico no dia seguinte, desistiríamos da compra. Garantiu-nos a senhora (a mesma com quem falámos no dia anterior e a mesma que nos atendeu na loja) que ainda durante esse dia nos iria telefonar. Quer tivesse frigorifico quer não tivesse frigorifico, que nos ligava. Adivinhem? Ninguém nos ligou da Telsão.

Quarta-feira lá fomos nós direitinhos à Telsão Electrodomésticos. Ainda mal tínhamos começado a falar e a senhora levanta-se e diz “Já sei qual é a situação.”. Dirige-se para a parte traseira da loja e não nos diz mais nada deixando-nos ali ao balcão. Lindo. Volta passado um bom bocado dizendo: “Terça-feira que vem. Temos o frigorifico para entrega terça-feira que vem.”. A sério? Mais uma semana? Mas afinal, o que se passou? Não fizeram a encomenda? Não havia stock no distribuidor? Isso agora não interessa para nada. Não há frigorifico, queremos desistir da compra.

Ainda antes de avançar com a desistência questionámos a senhora pelo serviço. Se não havia o frigorifico para entrega porque não nos disse antes? E porque raio se comprometeu a telefonar para nós e não o fez? Duas vezes? A resposta não foi o que estávamos à espera: “Tenho muito trabalho. O telefone não pára de tocar, os Clientes estão sempre a entrar, as coisas estão atrasadas, não consigo tratar de tudo, não posso andar a telefonar para Clientes…”. Como é que diz que disse?

Pedimos então a devolução do dinheiro que pagámos pelo frigorifico. E pediu-nos a nós o “papel” que nos tinha dado aquando da compra. Literalmente, o papel. Uma impressão do site onde foi verificar as especificações do frigorifico e onde tinha anotado à mão o valor que nos fazia pelo mesmo. Note-se: Não era um recibo, não era uma guia ou factura. Era a impressão de um qualquer site onde eram apresentadas as tais especificações. Dissemos que não o tínhamos connosco (assim pensávamos). E quando dissemos isto a resposta que nos foi dada foi? “Então não faço a devolução”. Como é que diz que disse?

Livro de Reclamações

Se quer o Livro de Reclamações não devolvo o dinheiro

Por acaso o papel em questão estava bem dobrado no fundo da mochila mas se não estivesse, queria ver como era… Mas para que raio precisa do papel? “Porque sim. E sem papel não faço a devolução”. Claro. Papel em cima do balcão e era mais que tempo de pedir o que há muito devia ter sido pedido: Traga por favor, o Livro de Reclamações. E qual não foi o nosso espanto quando ouvimos: “Se quer o Livro de Reclamações, então não faço a devolução.”. A situação tornava-se surreal.

Vai recusar-se a fazer a devolução do dinheiro? “Se quer o Livro de Reclamações então vou seguir o Decreto Lei…”. Importa-se de explicar – perguntamos nós. “Explicar o quê?” O que quer dizer com isso do Decreto Lei. “Não conhece? Eu também não…”. Hora de acabar o diálogo e escrever.

Foi para dentro e voltou, mostrando-nos em mão um comprovativo de transferência bancária (com data da operação da próxima terça-feira. Devia estar contente por ter levado a dela adiante, só nos daria o dinheiro dai a 5 dias) mas recusou-se a dar-nos copia do documento.”Não tenho fotocopiadora.”. Não é preciso. Eu tiro uma fotografia. Não queríamos perder mais tempo. Só sair dali e ir comprar um frigorifico. Numa loja séria.

E querem saber que mais? Comprámos um frigorifico.

Saímos da Telsão Electrodomésticos em direcção ao Alegro em Alfragide para ir à Box do Jumbo. Chegados, verificámos que o modelo de frigorifico que procurávamos não existia na loja. Bosch só havia em branco mas nós queríamos em Inox. Siemens nem sequer havia nenhum. Perguntámos ao empregado que lá estava se haveria em armazém e, com enorme simpatia, prontamente foi verificar. Não demorou muito para que tivéssemos novo negócio feito. Entre o preço do frigorifico, uma campanha de desconto em vigor e o facto de não nos cobrarem nada pela modificação das portas (note-se: não é o Jumbo que não cobra. Segundo o que nos foi dito é a própria marca do equipamento que não cobra por este serviço), acabámos por adquirir o modelo de 1ª gama, o Bosch, por um preço inferior ao que pagámos pelo equipamento de 3ª gama, o Balay.

Teve um final feliz a história mas não deixa de ter umas quantas lições de moral menos alegres:

  • Na Internet, nem sempre os primeiros a aparecer são os melhores. Mesmo quando assim parece.
  • O preço é importante mas o serviço não lhe deve ficar atrás em grau de importância.
  • Compras na Telsão Electrodomésticos, nunca mais.

17 thoughts on “Telsão Electrodomésticos, nem tudo o que brilha…

  1. História tirada a papel químico com a compra de um frigorífico em Maio do ano passado. Após 4 semanas de insistência só resolveu quando meteu Polícia (foi o procedimento aconselhado pela ASAE em resposta à minha reclamação no livro). Quanto à DECO explicaram que é impossível testar o serviço de todos os estabelecimentos que usam para os comparativos pois só se limitam a verificar os preços, não compram (acho que faz sentido) no entanto aconselham que sejam sempre informados porque se as queixas forem recorrentes num determinado estabelecimento este é descartado dos comparativos.

  2. Olá,
    Recentemente também andei á procura de uma arca vertical, usei as habituais ferramentas de pesquisa, google e o kuantokusta. Mas fazer a pesquisa pelo preço na net é metade do trabalho, a outra metade é saber a reputação da loja. Quanto á 1ª parte nem sempre a net encontramos os melhores preços, no meu caso acabou por ser uma loja de rua a ter o melhor preço (incluindo a entrega em casa, nem sempre acontece … nalguns casos é a transportador a deixar á porta do prédio..). Algumas da empresa como preço mais baixo tem imensas reclamações.
    As grandes superficies por vezes tem os melhores preços, mas nem sempre.
    No meu caso a worten tinha uma campanha de desconto de 15%, e mesmo assim acabei por comprar mais barato no Belmiro Ribeiro c/ transporte incluído. Além disso como escolhi um modelo da Balay, esta marca tem uma rede de agentes (suponho que os maiores) onde é dada uma garantia extra de 2 anos (total 4). Resumindo a net veio ajudar, mas nem sempre é tua amiga.. comprar dá sempre trabalho e é preciso alguma sorte.

  3. FAA nº 2014/154

    Fiz uma encomenda, nesta loja, no dia 2 de Outubro de 2014, no valor de 1172,51, para aquisição de vários electrodomésticos, que foram pagos pela totalidade. Após a realização da mesma, tentei nesse mesmo dia, e seguintes o contacto com a loja, via sms, telefone e email, para explicar, que caso não me fossem fornecidos os electrodomésticos até ao dia 20 de Outubro, teria de desistir da compra, uma vez que, me iria ausentar do país. Todas as tentativas de contacto foram inutéis, nunca obtive resposta, à excepção de um ultimo email em desespero de causa, que a funcionária da loja, D. Adelaide Ferreira, por se sentir injustamente caluniada, resolveu retribuir com um telefonema. Nesse dia, 6 de Outubro ficou claro, que os eletrodomesticos teriam de ser entregues até ao dia 20. No dia 14 de Outubro, recebi da referida funcionária o seguinte email: Bom dia
    Venho por este meio informar que os seu artigo serao entregue entre quinta ou sex feira desta semana
    Irao contacta-la para a respetiva entrega
    Porém, nada aconteceu, tal como eu estava a prever, depois de pesquisa pela internet, e de ter encontrado inúmeras queixas, contra esta empresa no Portal da Queixa. Assim aguardarei, até 2ªf dia 20 para saber onde andam os ditos electrodomésticos. Caso não me sejam entregues até ao final do dia 20, cessarei este contrato, entrarei com acção para a devolução do valor que foi entregue à Telsão, uma vez que não poderei aguardar mais tempo, terei de ir adquirir os electrodomesticos por outras vias.

  4. Infelizmente só vi agora e estou numa situação idêntica. Procedi à encomenda em loja de um termoacumulador que nunca foi entregue e, por isso, solicitei o cancelamente e reembolso que após 2 meses de nada ter acontecido pedi o livro de reclamações. Continuo a resolução da situação sem obter qualquer resposta. Quem conseguiu resolver por favor partilhe o procedimento. Agradecido.

  5. Por acaso, comigo tudo acabou em bem. Depois de todas as angustias, entregaram-me todos os eletrodomesticos.

  6. Boa tarde.
    O Ano passado passei pelo mesmo, pesquisei alguns eletrodomésticos para comprar, fui à deco e la apareceu a telsão…infelizmente!
    Comprei, paguei na hora, equipamento em stock(mentira) e apos 3 meses la recebi o que tinha pago…vários contactos pessoais com a senhora da telsão que se dizia apenas empregada, ate que quando informei que iria passar ao meu advogado, ai passou de empregada mal formada…infeliz!!!

    É um absurdo uma loja destas se manter aberta e ser permitido vender o que quer que seja…

  7. Olá a todos.
    Comigo o que acontece é que fiz a compra online de um termoacomulador em Dezembro de 2014 com a promessa de me ser entregue 6-8 dias. passaram-se meses sem receber o aparelho ou a devolução do pagamento. Aí avancei com queixa crime por burla.
    Querem saber o melhor? A decisão do MP é que apesar de ficar provado que receberam o pagamento e não entregaram a mercadoria ou devolveram o dinheiro, isso não é crime mas sim um “mero incumprimento contratual”.
    Conclusão podem continuar a roubar!! e é o que estão fazendo impunemente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*