Vitima de fraude com cartão de crédito? Eu? Sim. Aparentemente alguém usou o meu cartão de crédito Visa do Barclays Bank (ou o seu numero ou o que quer que fosse) e divertiu-se à grande a fazer compras do outro lado do mundo…

Há mais vitimas de fraude com cartões de crédito por ai?

Se há mais? Haverá certamente mas ainda não sei bem porquê, poucos ou nenhuns falam sobre fraudes com cartões de crédito. Bem, falar fala-se. Fala-se até demais mas casos concretos, por cá, não são conhecidos. Um amigo do amigo, um conhecido, foi um colega de um familiar… Agora, o meu cartão de crédito, é assunto tabu…

De quando em vez lá sai mais uma noticia nos jornais ou na televisão sobre duplicação de cartões multibancoOld news, old technology… Cartões de crédito é mesmo o que está a dar.

Mas a vitima fui eu!

Neste caso fui eu. Compras feitas com o meu cartão de crédito Visa do Barclays Bank, nos Estados Unidos da América durante o passado mês de Abril. Nem estive nos Estados Unidos no mês de Abril nem tão pouco usei o meu cartão de crédito do Barclays para nenhuma transacção. Electrónica ou física. Aliás, a ultima vez que usei o meu cartão de crédito do Barclays Bank terá sido para pagamentos em lojas físicas de Londres em Novembro do ano passado e transacções electrónicas com este cartão, por acaso, nunca efectuei nenhuma.

Sendo empregado de uma instituição bancaria convivo diariamente com as regras de utilização de cartões de crédito e posso assegurar que, por norma, o meu cartão não sai da minha vista no entanto… Nunca se sabe.

A descoberta.

Assim foi. No passado dia 21 de Maio, preparava-me para uma viagem a Londres e logo pela manhã fui verificar os saldos das minhas contas bancárias e dos respectivos cartões de crédito. Acedo ao serviço de homebanking do Barclays Bank e qual não é o meu espanto quando verifico a existência de movimentos na minha conta à ordem. Estranhei pois, tal como o cartão de crédito, não usava a conta há já largos meses.

Uma analise rápida e verifiquei que os movimentos eram pagamentos percentuais do cartão de crédito. A estranheza passou a experiência assustadora. Fui verificar os movimentos do referido cartão e lá estavam, a sorrir para mim, e já com um mês de idade, compras em vários estabelecimentos norte-americanos (existe Wall-Mart em mais algum lado?) num valor total superior a 1000 euros.

E pronto. Eu, Pedro Rebelo, evangelista das compras online, do uso de cartão de crédito na Internet, da segurança dos dados, fui vitima de… Como configurar a situação? Fraude? Uso abusivo do Cartão de Crédito? Não sei. Alguma coisa. Quem saberá?

O meu banco sabe certamente.

E foi com este raciocínio que começou uma das mais loucas tristes desventuras da minha vida. Que tal anda a vossa confiança nas instituições? E naquelas que vos gerem o dinheiro (ao fim e ao cabo, aquele elemento de somenos importância)?

Antes de vos apresentar uma versão que tentarei resumida da reclamação de 9 páginas (sim, 9. Em fonte 12 e a espaço e meio) que enviei à Provedoria do Cliente do Barclays Bank, gostaria de saber se já alguém passou por semelhante situação. Mesmo que não entrem em detalhes (já reparei, mesmo sem saber porquê, que ninguem entra em detalhes neste assunto)… E então? Alguém?

update: A história da Fraude com o Cartão de Crédito Barclays continua aqui.

50 thoughts on “Fraude com Cartão de Crédito Barclays

  1. Boas eu tambem fui vitima de fraude com o mesmo cartao ´´Barclays card Gold´´, no entanto fui vitima de quase 4000 euros.

    O que mais me irrita nisto é que sou cliente á varios anos,e apenas costumo usar o cartao na net de 3 em 3 meses pra gastar entre 50 a 60 euros,e o sistema de anti-fraude teve de esperar que me gastassem quase 3000 euros num dia e quase 1000 no dia seguinte pra verem que era suspeito??? Durante anos gastei 60 euros de 3 em 3 meses,depois começava a gastar 3000 euros por dia??? esse sistema anti-fraude é uma palhaçada.

    Tive de ir apresentar queixa á policia contra desconhecidos ´´assim se chama a queixa´´ e depois tenho de mandar a mesma pra o banco,e tenho de esperar que a P.J me chame para declarações,só depois começam a investigar,mas o mais engraçado disto tudo é que eu vou ter de pagar mensalmente uma percentagem dos 4000 euros gastos até que se encontre o culpado ou caso fique resolvido.

    Depois disso tudo me devolverm o dinheiro que paguei mensalmente,mas até lá tenho de pagar e não chorar.PORRA È INJUSTO ESTA MERDA,QUE PAIS;QUE LEIS,,,,,,

  2. Boa tarde, se procuram pessoas que tenha sido alvo de fraude, cá está MAIS UMA!!
    Fui roubada em 1875€ num só dia e em 3 movimentos com o cartão. Ainda não se sabe se o cartão foi clonado ou se conseguiram só os dados do cartão para fazer pagtos online. Agora estou a espera de uma resposta do barclaycard, do depto. de fraudes para saber a que conclusão chegaram. Obviamente estou uma pilha de nervos, só tomei conhecimento da situação hoje e estou morta por ver isto terminado. Estas situações são muito injustas e revoltantes.
    Mesmo que isto se resolva a bem e o dinheiro me seja devolvido, nada me livra de ter de pagar o míninmo mensal de 5% da divida total quando for emitido o novo extracto. só nesta brincadeira devem ir cento e tal euros sem eu ter culpa nenhuma.
    Mas agora tb há a questão: e se eles se recusarem a reembolsar o dinheiro?
    A vontade que dá nem é de ir ao banco fazer “peixeirada”, a minha vontade ( impossível de concretizar ) era mesmo de descobrir quem fez esta m*rda e partir-lhe os dedinhos todos para tão depressa nem conseguir tocar num computador e para não brincarem assim com o dinheiro e a vida das pessoas.
    Estou revoltada e completamente frustrada.

  3. Boas,

    Eu também estou numa situação semelhante. Alguém nos Estados Unidos clonou o meu Barclays Gold e usou-o para efectuar pagamentos em hotéis e restaurantes.
    Só me apercebi da situação quando o gestor da agência de Matosinhos me ligou a dizer que havia um problema com o cartão e que este tinha sido cancelado por pagamentos suspeitos.

    Tal como o autor eu também só quando alertado é que fui ver os movimentos no Barclays Net. E tinha vários débitos na minha conta à ordem por ter ultrapassado os limites de plafond do cartão.

    Nesse mesmo dia diriji-me ao Barclays de Matosinhos Sul e foi imediatamente cancelado o cartão, assim como tive de preeencher vários formulários, um por cada movimento não reconhecido, para poder reclamar a fraude à UNICRE.

    Quando questionei o gestor sobre quando poderia ser ressarcido do montante em causa, foi-me dito que o processo ia ser analisado e que poderia demorar semanas.

    Uns dias após o preenchimento da papelada, recebi um telefonema do gestor de conta a dizer que teria de apresentar queixa na PSP ou Judiciária e pedir uma cópia da participação para o seguro dar seguimento ao caso. Nesse mesmo dia fui à PSP de Matosinhos onde estive mais de uma hora e meia à espera que o agente confirmasse cada etapa do processo de elaboração da participação com a judiciária ao telefone. Nesse mesmo dia entreguei o papel que me deram na PSP de Matosinhos ao gestor de conta.

    No dia seguinte liga-me novamente o gestor de conta a dizer que aquele papel não continha a participação apenas remetia para um processo e que provavelmente o seguro não o aceitaria.

    Fui novamente à PSP e o guarda por especial favor (era um conhecido meu) lá me fez uma declaração mas não sem antes me dizer que a PSP (que anda pelas ruas da amargura) não imite declarações, estas têm de ser obtidas em tribunal.

    Armado da nova declaração lá meti novamente pés ao caminho para o Barclays e entreguei a declaração ao gestor.

    Hoje volvida mais de uma semana sobre a participação ao Barclays ainda não obtive qualquer resposta quanto ao desenrolar do processo. Solicitei essa informação via e-mail ao gestor, que também não me respondeu.

    O mais ridículo desta situação é que eu tinha pedido especificamente um cartão de crédito com um plafond baixo só para compras na net (músicas no itunes) e com pagamento a 100%.

    Nunca pensei que atingido o limite de plafond do cartão o Barclays me debitasse automaticamente da conta à ordem os movimentos efectuados com o cartão. Para que serve ter então um limite de plafond? Nunca tive um cartão de crédito que funcionasse nestes moldes.

    Não estou nada satisfeito com este banco, fui sempre cliente do BPI e só recentemente mudei por motivos profissionais mas acho que vou mudar novamente. Nunca em todos os anos no BPI um cartão de crédito ou débito meu foi clonado.

  4. Boa noite ,
    eu tambem fui vitima de fraude do cartao credito , ja fiz esses procedimentos que referiu .gostari de saber se demoraram muito a lhe darem resposta e se lhe foi devolvido o montante .

    desde ja o meu muito obrigado

    Maria costa

  5. Bom dia Maria,

    Não sei se a questão era dirigida a alguém em concreto, mas respondo na mesma.
    No meu caso, eles foram relativamente rápidos, cerca de 1 mês e já tinha tudo resolvido. Pagaram tudo até ao ultimo cêntimo, valor que foi usado no cartão, taxas por utilização do cartão no estrangeiro e ainda me devolveram o valor da taxa de juro que paguei a mais referente ao total que estava em divida. Mesmo antes de terem uma decisãosobre o caso, eles devolveram o dinheiro ( se depois tivessem provas que não tinha sido uma fraude, voltavam a retirar o dinheiro ).
    No final correu tudo bem e com bastante rapidez.

    Espero que corra tudo bem também consigo…..

  6. Maria,

    Em resposta à sua questão:

    No meu caso, o processo demorou um mês e uma semana, a devolução foi efectuada para o cartão de crédito que já estava cancelado. Quando verifiquei essa situação pedi um cashback para a minha conta e devolveram-me o montante total. De qualquer maneira acho incrível como esta situação é frequente com clientes barclays

  7. Pois é sou mais uma que sofreu um fraude, vou contar como tudo aconteceu, no dia 2 de Novembro recebi um SMS do basclays a dizer que o meu cartão tinha sido bloqueado por questão de segurança. N liguei pois a meses que n usava o cartão.hoje acedo a minha conta online e vejo que o houve um pagamento ao barclays de 1900€ sim porque tenho o pagamento a 100%. Vi logo que algo nao estava bem tentei aceder as barclays online mas n consegui entrar.liguei para o mesmo banco e disseram que foram efectuados dois movimentos (pagamento),verifiquei logo que tinha sido eu outra vitima de fraude.agora e só burocracias como as ditas por vocês. Só espero que todo este processo n demore muito.e o que eu gostava mxm e de saber quem sao os engraçadinhos que andam a brincar com a vida das pessoas.mas tambem n parecem ser muito inteligentes pois n usaram o cartão para comprar um serviço mas sim roupa 1900€ de roupa calcado etc upa upa….enfim….
    O cartão já esta cancelado disseram que iriam enviar outro ao que eu respondi que nao, nao queria, nao quero,para mim chega.
    Depois de ler todos os vossos post vim que realmente este banco n tem a segurança que nos precisamos.

  8. Sou mais uma recente vitima de clonagem de cartão de débito do Barclays, no Brasil…. Fiz dois levantamentos de dinheiro nos primeiros dias em Manaus e fui para lugares que nem tinham caixa multibanco. O cartão nunca saiu da minha posse. Quando cheguei a Portugal, tinham sacado diariamente o máximo ( à volta de 500 euros). Isto durou uns 11 dias, o que perfez mais de 5000 euros. Azar, a minha conta à ordem,é também conta ordenado, e tenho um descoberto autorizado que lhes foi muito útil.
    Fiz tudo o que deve ser feito, informei o Banco, cancelaram-se os cartões, fui à Policia, com o impresso da policia fui ao banco e participei a ocorrência com todos os saques que fizeram por mim. Estou cansada de esperar informação. O gerente diz que devo esperar que venha o resultado do processo. Estou a pagar juros de dinheiro que me roubaram, e com a conta negativa. Já passaram quase 3 meses sem resposta nenhuma.
    Deverei mover uma ação? Alguém me sugere o que fazer?
    Obrigada

  9. Boa noite a todos!
    Pois é, estava a ler as vossas experiências e também eu fui vítima de fraude do cartão de crédito Barclaycard Gold. Qual não foi o meu espanto quando recebo o extrato mensal e vejo cerca de 50 débitos feitos para compra de créditos de jogos online (sou cliente há mais de 8 anos e nunca tal fiz…já deviam ter conhecimento de hábitos de clientes antigos…digo eu). Ora bem, forma mais de 2000€ gastos em compras como “diablo” e “ogames”… Penso que, por se tratar de pagamentos deveras duvidosos, deveria ter sido alertada aquando os primeiros débitos!!! O que não aconteceu! Contactei de imediato o barclaycard que me disse que aqueles valores ficariam como congelados…que receberia um formulário em casa para preencher e devolver no prazo de 20 dias…
    Já se passou uma semana e até agora nada…já voltei a contactar e disseram-me que todos os valores considerados “fraude” se encontram congelados…
    Só espero que toda esta situação se resolva rápido e me poupe mais dores de cabeça…
    De qualquer maneira foi bom ler as vossas experiências!
    E está mais que visto que este cartão é completamente ausente de segurança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*